A Ignorância

passos (1)O maior pecado do homem não é o diabo, a carne, o mundo, mas a ignorância. A falta de conhecimento é que traz a destruição. Jesus já venceu o diabo e é isso que precisamos saber. O que temos que fazer é

resisti-lo em nome de Jesus. O conhecimento destas verdades nos leva à posse das promessas de Deus.

Como podemos ter aquilo que não sabemos que possuímos? “O homem prudente sabe julgar os fatos da vida, mas a mente do tolo é cheia de ilusões e enganosa.” (Provérbios 14.8 – Bíblia Viva). A vitória de Jesus é uma realidade da qual precisamos tomar posse e assumir a posição de vencedores em Cristo Jesus. Veja o que está escrito em 2 Coríntios, capítulo 1, verso 21 e 22: “Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.” Temos que nos ver confirmados, estabelecidos, ungidos e gerados por Deus. Ele nos ungiu e a unção do Senhor traz conhecimento.

Ainda em 2 Coríntios, capítulo 5, verso 21, lemos: “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” A Bíblia diz que não há um justo sequer. É verdade, mas não há justo pelos próprios méritos.

 Por merecimento jamais seremos justos, mas a Palavra diz que hoje somos justiça de Deus. Por meio do sacrifício de Jesus fomos justificados. Talvez você diga que não sente isso, mas não é uma questão de sentir e sim de viver o que está escrito. O ser humano na maioria das vezes tem consciência do mundo pelos sentidos naturais; o tocar (tato), o ouvir (audição), o sabor (paladar), o enxergar (visão). Os sentidos nos dão consciência do mundo natural, mas o mundo espiritual é tão real quanto o natural. De forma que, somente podemos ter consciência do mundo espiritual por meio da fé na Palavra do Senhor.

O conhecimento das Escrituras nos leva a mais intimidade com Deus. A intimidade com Deus é algo tremendo, pois enxergamos a vida não pelo nosso ângulo, mas pela ótica de Deus. Em Colossenses, capítulo 3, verso 3, encontramos a revelação de como o Senhor nos vê hoje. Estamos escondidos, ocultos em Cristo Jesus: “Porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.” Se colocarmos, por exemplo, um relógio dentro da Bíblia e a fecharmos, o que veremos? O relógio ou a Bíblia? A Bíblia.

O relógio está oculto. E no mundo espiritual é a mesma coisa, nós estamos ocultos em Cristo. Ao olhar para nós, a pessoas precisam ver a Cristo. A palavra “cristão” significa semelhante a Cristo. Jesus estava oculto em Deus, o Pai. Ele mesmo disse: “Quem vê a mim, vê o Pai.” Quando Saulo de Tarso ia para Damasco perseguir os discípulos de Jesus, no caminho o Senhor se revelou a ele e disse: “Saulo, Saulo, por que me persegues?” (Atos 9.4) Saulo perseguia os discípulos, mas era como se Ele estivesse perseguindo o próprio Senhor, pois os discípulos viviam a vida de Cristo.

Já vimos o que Jesus disse no livro de Oseias, que o povo dele está sendo destruído por falta de conhecimento. Hoje, vemos tanta carnalidade, ganância, as pessoas só pensam em riquezas, no entanto a verdadeira riqueza está no viver em Cristo, oculto no Senhor. Deus nos esconde, nos guarda, nos livra de todo mal. A vida é tão simples, mas existem pessoas que complicam tanto. A nossa riqueza é conhecer a verdade que nos libertará, por isso não podemos ressaltar a ignorância por falta de conhecimento para palavra.

No momento em que recebemos Jesus como Senhor e Salvador da nossa vida, ocorre uma mudança. É como o processo de metamorfose da borboleta. Ela sai do estado de lagarta para se tornar uma linda borboleta. “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Coríntios 5.17).

É verdade que a obra não terminou, como está escrito em Filipenses, capítulo 1, verso 6: “Estou plenamente certo de aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.” Somos vaso nas mãos do Oleiro, ele está nos moldando. E a obra que Ele começou, há de completá-la. Então, cada dia com Jesus é um festival de graça, de longanimidade, cada dia com Ele é melhor do que o dia anterior. Infelizmente alguns acreditam que a vida cristã se resume apenas nas reuniões de culto. Não é assim. Onde você estiver, em casa, no trabalho, andando pelas ruas, sozinho, compreenda que em todo tempo Ele trabalha na sua vida. Como seria maravilhoso se a cada dia as pessoas olhassem para você e dissessem: “Olha, a cada dia, você está mais parecido com Jesus.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.